COACHING COMO FERRAMENTA DE LIDERANÇA


Foi há mais de 30 anos que Peter Drucker trouxe para o mundo da gestão o pressuposto de que as pessoas são o maior ativo das organizações e que o desafio dos líderes é o de fazerem com que pessoas comuns produzam resultados excecionais.


Liderar, abraçando os desafios da aprendizagem e do desenvolvimento de pessoas e organizações, implica hoje a adoção de novos paradigmas de gestão que passam pela promoção do sentido de realização pessoal dos indivíduos e da melhoria do empenhamento dos mesmos na organização, buscando maior produtividade, compromisso, e, consequentemente, melhores performances organizacionais.


A inovação e a criatividade dos executivos assumem, pois, um papel determinante. A capacidade de criar relações (em vez de meras transações), de encontrar a solução para desafios mais complexos (em vez de problemas de rotina) e de compreender contextos globais (em vez de componentes isolados) é determinante para o alinhamento sistémico dos colaboradores à cultura organizacional, numa dialética que visa o equilíbrio entre o desenvolvimento das pessoas e as ambições da empresa, e é neste contexto que o coaching pode ser um instrumento poderosíssimo de desenvolvimento de líderes e chefias.


Pressupostos do coaching na empresa

Num mercado volátil, incerto complexo e ambíguo (VUCA), altamente competitivo e em constante mudança, é intensa a procura por ferramentas e estratégias que possam gerar vantagem competitiva para as organizações. Os executivos sentem, cada vez mais, uma enorme pressão relativamente ao seu desempenho, necessitando elevar as suas competências para níveis de alta performance com o intuito de corresponder aos desafios da envolvente externa.


É hoje comummente aceite que a competitividade das organizações não é apenas fruto da modernização das operações ou do aumento do número de pessoas nas equipas, mas sim da cultura que cada organização for capaz de gerar e nutrir. Apostar na melhoria contínua, faz-se, sobretudo, desenvolvendo pessoas, potenciando o seu crescimento, contribuindo para que sejam seres mais felizes, mais completos, com mais propósito. O desenvolvimento pessoal dos profissionais tem vindo, cada vez mais, a afirmar-se, como o principal fator indutor da energia da excelência, e, consequentemente, o principal motor da elevada performance das equipas.


O papel das lideranças é, pois, fundamental para a implementação desta cultura nas empresas. Os líderes não podem ignorar que cada colaborador já existia antes de assumir o seu papel profissional, que cada um tem uma história, tem outros papéis na vida, tem diferentes relações e vivências e que estas impactam diretamente o seu estado emocional, determinando a sua performance e a sua capacidade de gestão e autorregulação das emoções em cada momento. Ora proporcionar aos colaboradores caminhos e ferramentas que promovam o seu desenvolvimento pessoal, é contribuir, inequivocamente, para a promoção do autoconhecimento e da autorresponsabilização dos mesmos relativamente a todas as áreas das suas vidas e, consequentemente, contribuir também para a promoção de uma performance profissional consciente e responsável.


Neste contexto, o Coaching surge como um processo de intervenção com foco no desenvolvimento humano e organizacional que, se aplicado de forma eficaz, pode beneficiar em muito a performance organizacional. O Coaching executivo e empresarial é uma metodologia de desenvolvimento profissional inovadora, cujo valor, impacto e contribuição é, cada vez mais reconhecida no cenário organizacional em função dos resultados favoráveis apresentados.


Tipos de coaching em contexto empresarial

Há várias especialidades que integram o coaching para empresas, que se dividem em públicos específicos dentro da organização. De entre as principais, destacamos:


Executive coaching

O executive coaching é focado no apoio profissional para executivos, por meio da criação de um ciclo de alta performance. O processo cria condições favoráveis à aprendizagem e mudança comportamental, levando a uma transformação intensa na carreira do executivo.


Business coaching

O business coaching é voltado para empreendedores, pois aborda pontos cruciais para o desenvolvimento do negócio, tais como a saúde financeira da empresa.


Leadership Coaching

O leadership coaching é estruturado para desenvolver grandes líderes empresariais, com foco nas principais competências necessárias à liderança.


Team Coaching

O team coaching refere-se ao desenvolvimento de equipas, ou seja, a formação de equipas de alta performance na organização, com foco na resolução de conflitos e no primado do interesse coletivo.


O papel do executive coaching na empresa

O coaching executivo, é um tipo de coaching especializado no desenvolvimento de líderes, executivos e equipas, contemplando áreas como a definição da missão, visão e valores da organização e o alinhamento de estratégias corporativas.


Motivar o profissional a produzir resultados superiores, desenvolvendo competências de reflexão, pensamento crítico, flexibilidade cognitiva e foco, em simultâneo com competências emocionais a nível intra e interpessoal, as quais lhe permitem efetuar mudanças com alto impacto, de forma rápida e objetiva tornam-no uma ferramenta poderosíssima de alinhamento pessoal do colaborador à organização, promovendo maior bem-estar individual e coletivo


Para impulsionar as organizações na direção dos seus objetivos e das suas metas, o coaching executivo pode atuar em áreas e domínios tão distintos como:


  • Identificação da missão, visão e valores da organização;

  • Alinhamento dos colaboradores à cultural organizacional;

  • Reforço das capacidades e habilidades de gestão e liderança;

  • Melhoria da produtividade e performance;

  • Incremento da capacidade de tomada de decisões;

  • Melhoria das relações interpessoais e incremento da assertividade;

  • Desenvolvimento de estratégias para potenciar criatividade, inovação e proatividade;

  • Motivação;

  • Aumento do foco, capacidade de gestão do tempo e eliminação de hábitos improdutivos;

  • Resolução criativa de conflitos;


O Coaching Executivo é um dos métodos de intervenção mais eficientes para desenvolvimento de executivos de elevada performance que exercem cargos de direção, liderança ou chefia. Vem sendo amplamente utilizado para alinhar as competências pessoais dos colaboradores com as necessidades e competências exigidas pelas empresas, designadamente para alavancar resultados, desenvolvendo a liderança e retendo talentos estratégicos.


Benefícios do coaching na empresa


PARA O BENEFICIÁRIO DO PROCESSO (COACHEE)

Sendo vital para líderes e gestores a compreensão dos seus próprios processos internos (pois só a partir da compreensão dos seus próprios processos psicológicos é que o líder consegue compreender e interagir, eficazmente, com os processos sociais do contexto em que está inserido), o processo de coaching facilita, relativamente a cada participante:



DO PONTO DE VISTA INTERNO (ENQUANTO INDIVÍDUO)


  1. A promoção da autoconsciência, a qual inclui a capacidade de compreender o seu passado sem o rejeitar e de aprender com isso; a abertura à aceitação dos seus próprios sentimentos e dos sentimentos dos outros; a capacidade de refletir nas situações antes de agir e a capacidade de fazer escolhas adequadas e ecológicas. A autoconsciência é fundamental para o líder compreender como as suas crenças e valores podem influenciar os seus comportamentos e respostas e habilitá-lo a escolher, conscientemente, os comportamentos que quer adotar em cada momento. O líder fica mais consciente do que são as suas forças e fraquezas, as suas necessidades e os seus drivers. Percebe como os seus sentimentos o afetam e como isso pode influenciar a sua motivação, desejos, comportamentos, trabalho, impacto nos outros e, em última análise, no seu sucesso.

  2. A promoção da confiança Muitos diretores de RH são frequentemente confrontados com a necessidade de aumentar a confiança das pessoas relativamente a si próprias e à sua capacidade de execução de determinadas tarefas. O método mais comummente utilizado para atingir este objetivo tem sido através de formações em áreas comportamentais, mas os estudos demonstram que os resultados raramente são sustentáveis pois, ainda que possam existir alterações imediatas em termos de comportamento externo, se as mesmas não foram acompanhadas de mudanças internas ao nível da identidade do indivíduo, será pouco provável que se mantenham após o curto prazo. O processo de coaching, pelas metodologias que utiliza, conduz à promoção da identidade de cada indivíduo, aumentando, não só os seus níveis de confiança, como também a orientação e interesse ao outro.


DO PONTO DE VISTA EXTERNO (ENQUANTO LÍDER)


  1. A promoção de uma nova visão da Liderança Facilitar mudanças nos outros começa por gerir a mudança em nós próprios. Este facto é muitas vezes desvalorizado embora quando existe uma atitude efetiva de coach, a par do desenvolvimento das competências internas anteriormente referidas, surge uma nova visão sobre o papel do líder, sobre a sua presença e propósito na organização, sobre as relações que estabelece com a sua equipa e sobre os objetivos e tarefas que define para si próprio e essa visão reflete-se, inequivocamente, na dinâmica das equipas e no seu desenvolvimento. O desenvolvimento individual do líder promove a sua capacidade para trabalhar com paradoxos e contextos incertos e para interagir eficazmente com os que o rodeiam, adaptando, se necessário e de forma consciente os seus comportamentos para produzir os resultados desejados.

  2. A promoção da assertividade Os processos de coaching promovem o desenvolvimento da assertividade, entendida neste contexto como a capacidade de compreender e expressar as necessidades do próprio face a outros, a capacidade de questionar e desafiar situações incongruentes para o próprio, a capacidade de aceitar e compreender a expressão de opiniões diferentes da sua e a capacidade de lidar com o conflito ou confronto de uma forma saudável e positiva, orientada para soluções “win-win”. Entre outras, estas capacidades revelam-se da máxima importância para o líder em situações de avaliação de desempenho e em situações onde o desempenho do colaborador fica aquém do esperado.

  3. A compreensão da diferença A capacidade de permitir, aceitar e trabalhar com opiniões e ideias divergentes é fundamental para o sucesso e bem-estar do líder. O coaching promove a sua flexibilidade, criatividade e compreensão de quadros mentais distintos do seu, e esta compreensão da diferença e da relevância e riqueza que a mesma pode trazer ao ambiente organizacional são hoje consideradas competências-chave do líder.

  4. Uma melhor gestão do stress O ritmo alucinante do mundo de hoje, requer que os líderes se adaptem a diversos, exigentes e complexos papéis o que pode facilmente resultar em stress e ansiedade. A promoção gradual de uma cultura de coaching providencia ambientes de trabalho seguros, que funcionam como redes de suporte a essas situações, facilitando a expressão dos medos e ansiedades de cada um e a procura de formas alternativas de comportamento para produção de resultados mais ecológicos para o próprio e para a sua equipa, os quais podem passar por uma melhor gestão do tempo, pela promoção de um maior equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, pela promoção de estilos de vida mais saudáveis, entre outros.


BENEFÍCIOS DO COACHING PARA A EMPRESA


NA ÓTICA DA ORGANIZAÇÃO, O INVESTIMENTO EM COACHING PROPICIA


  • Mudança de paradigma da empresa geradora de lucros, para a empresa orientada às pessoas que, por sua vez, geram os lucros. Reproduzimos citação de Richard Branson a este propósito: “Clients do not come first. Employees come first. If you take care of your employees, they will take care of the clients”.

  • Manutenção de políticas éticas e de comportamentos socialmente responsáveis;

  • Desenvolvimento de competências;

  • Aumento da produtividade;

  • Aumento de competitividade organizacional;

  • Incremento no trabalho em equipa;

  • Melhoria no relacionamento entre pares;

  • Melhoria da eficácia na resolução de conflitos;

  • Redução de stress e de sentimentos negativos em geral;

  • Aumento dos níveis de satisfação, motivação e envolvimento na vida da organização;

  • Enormes melhorias organizacionais em áreas como atendimento, vendas e contacto com o cliente;

  • Retenção de talentos por aumento do comprometimento com a organização;

  • Promoção e manutenção de qualidade de vida e satisfação no trabalho;

  • Maximização de resultados com feedback contínuo.


O coaching executivo tem provado ser uma das ferramentas modernas de melhor custo-benefício, dados os resultados alcançados. É um investimento que produz alto desempenho nos negócios e uma prova do compromisso de uma empresa com o desenvolvimento das suas pessoas, o que contribui para uma cultura organizacional de elevados padrões morais, os quais são amplamente valorizados por todos os stakeholders.



Interessado em implementar uma cultura de coaching na sua organização?

Fale comigo

Paula Trigo

Founder & CEO Xpand Pro | NLP Master Trainer | Coach Master Trainer | Leadership & Performance Enhancer


paulatrigo@xpand.pt

www.xpand.pt

www.paulatrigo.com

0 comments

Recent Posts

See All